jusbrasil.com.br
22 de Agosto de 2017

Aposentado não poderá mais tirar empréstimo em qualquer agência bancária

O Sistema ECO da Previdência Social condiciona o pedido de empréstimo ao banco que possa pagar benefícios previdenciários e tenha agência

Nara Gomes Borges, Advogado
Publicado por Nara Gomes Borges
há 3 anos

O novo sistema desenvolvido pela Dataprev para gerir a concessão de empréstimo consignado para aposentados do INSS dividiu opiniões em audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação, nesta quinta-feira (20). Pelo novo sistema, chamado Sistema ECO, a averbação do empréstimo poderá acontecer on-line. Hoje a resposta demora em média três dias. O ECO deverá entrar em vigor em dezembro.

O deputado Leonardo Quintão, do PMDB de Minas Gerais, que propôs o debate, defende que esse prazo seja adiado e que haja mais discussão sobre o projeto. Ele destacou que, pelo novo sistema, os aposentados só poderão pegar empréstimos com os bancos pagadores de benefícios, que possuem agências bancárias, excluindo 60% dos bancos hoje conveniados com o INSS.

Os usuários estão contra. São 30 milhões de brasileiros aposentados que estão preocupados que serão obrigados a pegar empréstimos em determinadas entidades financeiras. Então isso não pode. Há um risco sistêmico, uma preocupação de risco sistêmico de aumento dos juros para os aposentados. Então essa que é a preocupação da Comissão de Finanças.”

Essa também é a visão do presidente da Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos, a Cobap, Warley Gonçalves:

O projeto vem prejudicar aposentados e pensionistas. O projeto tira uma grande parte dos bancos que ficam esparramados pelo Brasil inteiro. O que os grandes bancos querem fazer? Ficar só para eles fazer o crédito consignado. É onde a Cobap e todas as entidades de aposentados e pensionistas é contra esse ECO.”

O diretor adjunto de Serviços Bancários da Febraban, a Federação Brasileira de Bancos, Walter Faria, afirmou que são 13 bancos para pagamento de benefícios, o que daria diversas opções para os aposentados. Para ele, o novo sistema vai trazer mais segurança para o usuário.

Bom, o ECO surgiu a partir de uma demanda do então ministro da Previdência, o senhor Gabas, que estava muito preocupado com a ocorrência de fraudes na concessão do crédito consignado. Ele chamou a rede bancária e pediu que a gente apresentasse um sistema que garantisse a mitigação dessa fraude. E foi o que nós fizemos.”

O gerente do Departamento de Serviços do INSS, Gilmar Souza, também afirmou que o sistema ECO é apenas uma inovação tecnológica, visando dar mais agilidade e segurança para as operações de crédito consignado para os aposentados. Segundo ele, nenhuma nova regra para a concessão de crédito está sendo implementada a partir do novo sistema.

Leia mais no Previdenciarista. Com: https://previdenciarista.com/noticias/aposentado-nao-podera-mais-tirar-emprestimo-em-qualquer-agencia-bancária/#ixzz3JtnlaDLB

15 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Não tem cabimento uma coisa dessa! Essa proposta é para beneficiar os bancos já bilionários sem se preocupar com as demissões pelos bancos que possuem apenas essa finalidade e provavelmente provocar uma alto no já absurdo Juros...Espero que tenhamos uma forte oposição! continuar lendo

Isso é verdade o Presidente da Febraban presente na audiência foi o único a favor da proposta, entre mais de 8 convidados.
Existe todo um aparato de pessoas e um sistema bancário para essa atividades, onde já foram investido muito dinheiro além de com o novo sistema poder proporcionar aos bancos um cartel de juros. continuar lendo

É verdade, antes os demais bancos não queriam trabalhar com consignados pois tinham que praticar juros baixos, agora estão querendo dominar, por traz disso há o interesse nessa fatia que não é pequena.
Com certeza os juros vão subir e muita coisa vai mudar tornando mais difícil a vida dos aposentados e pensionistas.
Vamos fazer uma forte oposição, sim!!! continuar lendo

Na verdade, os bancos que costumam ser pagadores de benefícios são os que praticam as taxas de juros mais baixas, esses que estão sendo excluídos costumam praticar as taxas de juros mais altas, mas oferecem melhores condições de pagamento. Penso que embora criticável e até mesmo polêmica, no futuro esta medida se mostrará benéfica aos segurados. O que se deveria criar é uma educação de investimento e economia a estes, a ideia de empréstimos consignados é nociva e os aposentados muitas vezes não calculam bem seus reflexos, vejo muitos de meus clientes com seus benefícios drasticamente reduzidos em razão de empréstimos realizados desnecessariamente. continuar lendo

Nara Gomes
Eu acompanhei a audiência e não foi esse o tema abordado pelos integrantes do debate.
Na verdade foi a dificuldade que o aposentado teria a ter que utilizar esse tipo de ferramenta tecnológica de empréstimo consignado pela internet. Se a nova ferramenta realmente traz segurança ao fornecimento do empréstimo, sobre a transparência de informações para com o pensionista dentre outros temas, mas em momento algum foi afirmado que o aposentado não poderia fazer o empréstimo diretamente na agência bancária. continuar lendo

Olá Tharlen, tudo bem?
O título realmente causa alguma dúvida, mas o texto é esclarecedor.
O que se quis dizer é que o aposentado não poderá mais escolher qualquer banco (e nao agência, como diz o titulo) para fazer o seu emprestimo consignado.
Isso afetará diretamente a livre concorrência e, obviamente, está sendo conduzida pelo lobby dos grandes bancos. continuar lendo

Hoje o INSS averba consignados até o limite de 6 contratos ou até que se atinja 30% do comprometimento da renda do aposentado e pensionista.
Isso possibilita que agentes (lojas de crédito) contratados pelos bancos , e em posse de dados pessoais dos assistidos, façam, sem a anuência dos mesmos novos contratos, apenas e tão somente para apresentar "cotas" às instituições financeiras.
Sou a favor de que, "PARA SE OBTER NOVO EMPRÉSTIMO, O ANTERIOR DEVERÁ SER QUITADO" ou seja, mesmo que o empréstimo anterior deixar margem para novo contrato, este deverá ser quitado para que um novo seja feito..
Teriamos menos processos na justiça , pois as instituições teriam que quitar a dívida do aposentado/pensionista... E quem se habilita???? continuar lendo

Cada um com seus problemas, mas se depender de mim o dinheiro de empréstimo cria raiz no banco.

Trabalho, compro, vendo, pago meus impostos, mas não peço dinheiro emprestado nem compro fiado nem crediário, não uso cartão de crédito e cheque é coisa do capeta.

Se tenho dinheiro compro, se não tenho fico sem. Já estou fazendo um capitalzinho, bem escondidinho para que, nos tempos da velhice, não dependa de banco, INSS nem outra instituição qualquer nem de filho ou quem quer que seja.

Eu penso, logo existo e dependência financeira eu excomungo e extirpo. Emprestar não existe em meu vocabulário. continuar lendo